CURIOSIDADES SOBRE AS ABELHAS

Cada espécie tem suas particularidades e características que as distinguem. Aqui, reunimos algumas informações sobre as abelhas, de modo geral, que são curiosas e interessantes.

  • As asas das abelhas batem 180 vezes por segundo
  • Uma abelha carrega o peso equivalente a 300 vezes o seu.
  • Uma abelha voa a uma velocidade de 25 km/hora
  • As abelhas são os únicos insetos que produzem alimentos que são consumidos pelos humanos.
  • Numa viagem para coleta de néctar, a abelha chega a percorrer até 6 km.
  • Uma abelha visita dez flores por minuto em busca de pólen e do néctar. Ela faz, em média, quarenta voos diários, tocando em 40 mil flores.
  • Com a língua, as abelhas recolhem o néctar do fundo de cada flor e guardam-no numa bolsa localizada na garganta (vesícula melífera). Depois voltam à colmeia e o néctar vai passando de abelha em abelha. Desse modo a água que ele contém se evapora, ele engrossa e se transforma em mel.
  • A maioria das abelhas transporta uma carga eletrostática, que ajuda-as na aderência ao pólen.
  • Uma abelha produz cinco gramas de mel por ano. Para produzir um quilo de mel, as abelhas precisam visitar 5 milhões de flores e consomem cerca de 6 a 7 gramas de mel para produzirem 1 grama de cera.
  • Uma colmeia abriga de 60 a 80 mil abelhas. Tem uma rainha, cerca de 400 zangões e milhares de operárias. Se nascem duas ou mais rainhas ao mesmo tempo, elas lutam até que sobre apenas uma rainha. A abelha-rainha vive até 5 anos, enquanto as operárias vivem de 28 a 48 dias.
  • A geleia real é o único alimento da rainha durante toda sua vida.
  • A partir do nono dia de vida, a abelha rainha já está preparada para realizar o seu voo nupcial, quando será fecundada por até 20 zangões.
  • As abelhas rainhas põem 3 mil ovos num único dia.
  • Os machos podem entrar em qualquer colmeia ao contrário das fêmeas. A principal missão dos machos é fecundar a rainha. O zangão também tem a função de proteger a colmeia de outros insetos que possam ameaçá-la. Apesar de não possuir ferrão, as suas presas servem para atacar outros insetos que tentem invadir a colmeia, como vespas ou formigas.
  • Nas estações mais frias do ano, quando há escassez de alimentos, os zangões são expulsos da colmeia e acabam morrendo de fome ou de frio.
  • As abelhas têm mais de uma maneira de se comunicar. Elas podem fazer isso dançando ou soltando substâncias com cheiro, que servem de alerta. Quando acham um lugar com néctar, por exemplo, voam balançando o bumbum e formam um oito no ar para chamar as outras abelhas da colméia.
  • As operárias têm glândulas que produzem a cera usada na construção da colmeia e dos favos. Eles são formados por vários hexágonos, porque o formato permite construir mais paredes com menos material e aproveita o espaço da melhor maneira possível. Assim, cerca de 60 mil abelhas podem morar na mesma casa!
  • Segundo os cientistas, as abelhas não deveriam voar, pois suas asas são muito pequenas e leves para aguentar o peso do corpo. Mas elas não ligam para isso e voam muito bem!
  • Quando estão em perigo ou a colmeia é ameaçada, as abelhas usam o seu ferrão para se defender. O problema é que, depois do ataque, elas acabam morrendo. É que o ferrão tem pequenos ganchos que ficam presos na pele do adversário, junto com uma parte do corpo da abelha.
  • As abelhas passam o dia voando de um lado para outro em um mundo que é enorme para elas, afinal são bem pequenas. Assim elas precisam ter algo que lhes ajude na localização e esse é seu superpoder. A abelha possui um estranho “órgão” dentro do abdômen, que é feito de partículas de ferro e magnetita (mineral magnético). Assim ela consegue se localizar em relação ao polo magnético da terra, como se aquele órgão de metal fosse uma espécie de bússola implantada em seu abdômen. Graças a isso, as abelhas conseguem achar o caminho de casa todos os dias.

  • Para completar, elas tem outro poder incrível. Uma abelha normalmente possui cinco olhos, dois são aqueles grandes que todo mundo conhece, mas elas tem mais três pequenos que são usados para medir a luminosidade.  E, apesar delas não enxergarem a cor vermelha, seus olhos conseguem algo realmente impressionante, sendo capazes de gerar imagens com um zoom de 60 vezes!

 

FONTE: INTERNET